Número total de visualizações de página

quarta-feira, 16 de março de 2011

A ARTE DE SABER COMPRAR!

No Supermercado, é preciso estar atento às armadilhas preparadas para nós, consumidores, gastarmos mais do que o previsto!
A primeira vista, fazer compras pode parecer algo simples, mas exige "jogo de cintura" e muita atenção. Existem uma série de "táticas" usadas pelos grandes supermercados para estimular o nosso consumo. Lembre-se que quanto mais tempo você ficar dentro do mercado, mais vai comprar. Se já sabe o que vai encontar pela frente, faça a sua estratégia e boas compras. O que vamos publicar nesta matéria, nada mais é que algumas dicas importantes (algumas já sabemos bem) outras vamos relembrar para não cairmos nos mesmos erros, ok? Vamos a elas:
NA ENTRADA.
Logo na chagada ficam dispostos os produtos mais tentadores (como eletro-eletrônicos) e as ofertas sazonais (por exemplo, objetos de natal, páscoa ou presentes do dia das crianças). Tudo tem apelo visual e como o carrinho ainda está vazio, você fica propenso a comprar.
A ARRUMAÇÃO DA GÂNDOLA.
Acostume-se a olhar toda a prateleira antes de decidir o que vai levar. Na altura dos olhos, ficam os produtos mais caros; ao alcance das mãos, aqueles que podem ser levados por impulso e mais embaixo, os que chamam a atenção das crianças, principalmente nas seções de doces e brinquedos. Os produtos complementares, colocados lado a lado, servem para despertar o desejo, como cerveja e amendoim, batatas fritas e refrigerantes.
CADÊ O LEITE?
Muitos mercados alteram a disposição dos produtos para fazer o cliente andar mais tempo a sua procura e assim, percorrer seções que normalmente não fariam parte de seus planos para as compras.
NO FUNDO DA LOJA.
Os produtos de primeira necessidade como carne, leite ou frutas, ficam normalmente no fundo da loja. Até chagar lá, você passará por uma infinidade de outros produtos que, antes de entrar, você nem imaginava que poderia levar.
PARA SUA DISTRAÇÃO.
Alguns mercados dispõe de área de lazer, com espaço para café, perto de livros, por exemplo. É uma nova tendência para você ficar mais tempo na loja.
TRÂNSITO.
Os corredores centrais são mais largos, enquanto os interiores ou transversais são mais estreitos e sujeitos aos congestionamentos de carrinhos, o que faz com que você tenha que diminuir a velocidade e prestar mais atenção nos produtos destas gôndolas.
ENQUANTO ESPERA NA FILA DO CAIXA.
Não caia na tentação! Lá, ficam balas (rebuçados), gomas, salgadinhos, pequenos brinquedos, pilhas e revistas que podem entrar no carrinho de última hora.
MAS NÃO SE DESESPERE.
Aproveitar promoções é sempre uma forma de economizar, mas é preciso saber diferenciar promoção de armadilha de consumo. Adote alguns hábitos, como por exemplo, a "lista das compras". Uma calculadora ajuda: vá somando o que está colocando no carrinho. Por melhor que seja a promoção, você pode ultrapassar seu limite. Seja um consumidor desconfiado dos preços, propagandas enganosas e principalmente, compare os preços. Encontre as ofertas que mais se ajustem ao seu bolso e verifique com carinho cada ítem que entra no seu carrinho. Boas compras! (Contribuído por Ana Carolina Carregari, para Rev. Brasil)

Sem comentários:

Enviar um comentário