Número total de visualizações de página

sexta-feira, 4 de março de 2011

CRIANÇA DE RUA...

"E no meu alforge guardarei minhas fomes, sacierei minhas sedes, segredos de infância, pães, doces, delícias, quimeras...
Minha saliva tem gosto de doce, bolo de chocolate, biscoitos, cocadas, bolo de chuva, pão de ló, pão com manteiga, leite, torradas...
Brigadeiros só sinto o cheiro, machimelos, beijos de moça, aniversários, vejo tudo sentado na calçada...
Sinto o cheiro dos pomares, goiabas, mangas, laranjas e tangerinas, bananas, doces de maçãs, são tantos cheiros...
E na minha fome levarei apenas, as lembranças daqueles que a cada manhã, me trouxeram um pedaço de pão com muito amor...
Criança, eu, o que fiz para merecer tanto? Quem sabe seja eu apenas um anjo, testando os homens no seu viver infeliz?"
(Cecília Carvalho)

Sem comentários:

Enviar um comentário