Número total de visualizações de página

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

O SEU CONCEITO, QUAL É??

Tenho o privilégio de ter muitos amigos!! Aliás, bons amigos!!
Um destes meus amigos, músico, compositor, escritor e poeta, fez uma importante reflexão que tenho muito gosto em compartinhar convosco....
Trata-se de uma notícia, infelizmente até "comum" que viu no telejornal recentemente.
A notícia era assim:
"Ontem, em Guarulhos (Cidade de São Paulo- Brasil), um homem tirando um "racha"(brincando com excesso de velocidade em seu carro), bateu violentamente em um outro carro, matando uma jovem que infortunadamente, passava pelo local!"
A exemplo de muitos casos semelhantes e cada vez mais frequentes, não só no Brasil, mas em várias partes do mundo, dois personagens principais, protagonizam o drama:
- Um irresponsável mata,
- Um inocente, perde a vida!
A reflexão que proponho neste caso é: "DE QUEM FOI A CULPA?"
Apresento três respostas, você avalia e tira suas conclusões.
1. CONCEITO ESPÍRITA (KARDECISTA):
A culpa foi da moça.
Ela deve ter praticado alguma coisa muito ruim em uma vida passada. Por isso, Deus induziu aquele homem a fazer o tal "racha" e manobrou as coisas para que ela estivesse ali naquele exato instante e sofresse uma morte trágica para pagar por seus erros...ou seja, o homem não tem culpa, ele apenas foi usado por Deus.
2. CONCEITO CATÓLICO E DE MUITOS EVANGÉLICOS:
A culpa foi de Deus.
"Deus quis assim"... "Deus a levou porque chegou a sua hora"...
Deus programa tudo o que acontece na vida da gente, seja bom ou ruim. Até mesmo o dia da morte foi determinado por ele e, por conseguinte, as circunstâncias também. Amigos, não adianta negar este comentário...muitos de nós já dissemos isso muitas vezes!!!
3. CONCEITO DA BÍBLIA:
A culpa não foi da moça e muito menos de Deus!
Por um acaso infeliz, ela estava no lugar errado, na hora errada. As sagradas escrituras declaram: "...o imprevisto, sobrevém a todos" (Eclesiastes 9:11)
Afirmar que Deus promove a desgraça, é uma grave calúnia contra ele.
"Por coisas más, Deus não pode ser provado, nem prova ele a alguém"... (Tiago 1:13)
Deus não programa o mal, nem se agrada do sofrimento de ninguém...isso é totalmente contrário à sua natureza. No entanto, ele permite por um tempo determinado e por razões que a própria bíblia explica. O irresponsável que causou o acidente, este tem culpa e terá que prestar contas a Deus por isso! Conforme explica (Romanos 14:12)
"Eu escolho o conceito da bíblia...e você??" (Texto: Pedro Ornellas)

Sem comentários:

Enviar um comentário